Diagnóstico e prevenção da osteoporose? Parte 02 de 02

O diagnóstico da osteoporose é feito pela medida da densidade óssea, através do exame da Densitometria Óssea. Possuem maior risco para desenvolver osteoporose as mulheres, indivíduos de raça branca, pessoas magrinhas e pequenas, as mulheres que tiveram menopausa precoce e não fizeram reposição hormonal, os fumantes, e aquelas pessoas que possuem história de fraturas na família, e tambem as que possuem doenças graves ou que utilizam corticoides por longo tempo.

O exame de de Densitometria Óssea está indicado para todas as mulheres a partir de 65 anos e para todos homens com 70 anos ou mais. Além disto, todas mulheres menopausadas e todos homens com mais de 50 anos, que possuam um dos fatores de risco, devem realizar o exame para avaliar a presença da osteoporose.

A prevenção da osteoporose deve se iniciar na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio, especialmente presente no leite seus derivados e nas verduras escuras.

Ter uma alimentação rica em cálcio é essencial para deixar os ossos fortes e saudáveis.

Por exemplo um copo de leite de 200ml – seja integral ou desnatado – possui cerca de 200mg a 300mg desse nutriente. Os queijos também são boas fontes de vitaminas. No entanto, não é necessário restringir-se apenas aos laticínios.

Temos vários outros alimentos como a sardinha, couve cozida, brócolis e o ovo que são ricos em cálcio.

Mas, qual a quantidade diária? Isso depende do sexo, da faixa etária e das condições de saúde das pessoas. Crianças entre 1 a 8 anos de idade devem ingerir entre 500mg e 800mg de cálcio; adultos entre 1000mg e 1200mg; e, por fim, adolescentes, gestantes e pessoas acima de 50 anos devem consumir entre 1200mg e 1500mg.

Para que esse nutriente possa ser absorvido e utilizado pelo organismo, as atividades físicas precisam fazer parte da sua rotina. Manter o corpo em movimento ajuda não apenas na prevenção da osteoporose, mas também atua no tratamento.

A contração muscular e a descarga de peso do corpo estimulam a formação, crescimento e manutenção do tecido ósseo.

As melhores opções são a caminhada e a musculação. O ideal é praticá-las por 30 minutos e, no mínimo, 5 vezes por semana. O pilates, também traz benefícios.

Em alguns exercícios oferecidos, a pessoa terá de suportar o próprio peso corporal e poderá trabalhar equilíbrio e força. Isso faz com que o cálcio seja estimulado e fixado no tecido ósseo. Contudo, a execução deve ser acompanhada de um profissional qualificado para evitar lesões e até mesmo fraturas.

Como mais uma forma de prevenção, outra atitude prática e indolor é tomar sol, o ideal é de 15 a 20 minutos diariamente. Ficar exposto aos raios solares faz com que a vitamina D seja ativada e o cálcio seja absorvido pelo organismo.

Quando não temos níveis adequados de vitamina D, há um aumento do hormônio PTH pela paratireoide e, com isso, ocorre maior perda de massa óssea e, consequentemente, aumento da fragilidade óssea.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

O que é Osteoporose? Parte 01 de 02

Olá pessoal eu sou Dr Thanguy, médico ortopedista, e nesse vídeo eu vou te explicar o que é osteoporose e os cuidados que devemos ter.

A osteoporose como o nome já diz significa osso poroso e é uma doença muito frequente e que traz muitas dúvidas aos pacientes que vem ao meu consultório.

Dez milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada quatro mulheres com mais de 50 anos desenvolve a doença.

No Brasil, a cada ano ocorrem cerca de 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose. 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência destas fraturas.

25% dos pacientes que sofrem esta fratura morrem dentro de seis meses e os que sobrevivem apresentam uma redução importante da qualidade de vida e independência.

O osso apesar de ser rígido é um tecido vivo, por isso o corpo absorve e substitui o tecido ósseo, há uma renovação constantemente. No tecido ósseo nós temos dois tipos principais de células os osteoclastos e os osteoblastos, os osteoclastos retiram o osso antigo e os osteoblastos formam osso novo.

Na osteoporose, há uma retirada de osso pelos osteoclastos sem a formação de osso novo pelos osteoblastos que tem a sua função diminuída, fazendo com que haja uma diminuição progressiva da massa óssea.

Os nossos ossos recebem forte influência do estrogênio, um hormônio feminino, mas que também está presente nos homens, só que em menor quantidade. Este hormônio ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea. Por este motivo, as mulheres são as mais atingidas pela doença, uma vez que, na menopausa, os níveis de estrogênio caem bruscamente. Com esta queda, os ossos passam a se descalcificar e se tornam mais frágeis. De acordo com estatísticas, 75% dos pacientes com osteoporose são mulheres e 25% homens.

Os osteoblastos para formar osso novo também necessitam que tenhamos uma atividade física regular e uma alimentação equilibrada com a presença de cálcio, magnésio e vitamina D.

Recentemente foram feitas descobertas a respeito da importância da vitamina K, tanto é que a maioria dos medicamentos à base de cálcio agora vem enriquecidos com essa vitamina, pois ela impede que o cálcio que tomamos seja depositado a nível das artérias e veias e dos rins.A vitamina K sinaliza através da osteocalcina fazendo com que o cálcio consumido seja depositado nível do osso.

A osteoporose é uma doença silenciosa, isto é, raramente apresenta sintomas antes que aconteça sua consequência mais grave, isto é, uma fratura óssea. O ideal é que sejam feitos exames preventivos, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar as fraturas.

 

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Complicações possíveis se não tratar a tendinite – Parte 04 de 04

Sem o tratamento adequado, a tendinite pode levar a problemas mais graves, como a ruptura no tendão, que pode exigir uma cirurgia para reparação dos danos. Pode resultar, também na persistência da dor e da tendinite tornando-se crônicas, sendo muito mais difícil de se tratar.

Prevenção

As principais medidas capazes de prevenir a tendinite consistem em:

• ter uma musculatura forte e preparada para as atividades do dia a dia

• procurar fazer alongamentos sempre antes e depois de exercícios físicos.

• Correções da postura e melhoria da ergonomia no posto de trabalho

• evitar movimentos repetitivos sem pausas durante o trabalho. O ideal seriam 5 minutos de pausa a cada 55 minutos de trabalho continuo.

Em alguns casos selecionados, quando o tratamento conservador falhar, pode ser necessário realizar um procedimento cirúrgico; seja para descomprimir um tendão apertado, liberar aderências, limpar inflamações ao redor do tendão, ressecar fibrose ou calcificações dentro do tendão ou ter que costurá-lo para corrigir uma lesão.

Por isso, se desconfiar que uma dor que você sente nos braços, pulsos, ombros, joelhos e tornozelos, podem ser um episódio de tendinite, procure um médico ortopedista o quanto antes para saber do que se trata exatamente e, se necessário, iniciar o tratamento mais rápido possível.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Tratamento de Tendinite – Parte 03 de 04

O tratamento é dividido em:

📣Medidas para aliviar a dor:

📌 Repouso do tendão afetado (tipoia para o ombro, tala para o punho, joelheira, tornozeleira) ou em casos mais acentuados imobilização com talas de gesso ou imobilizadores mais rígidos.

📌O tempo de repouso varia em torno de 3 a 10 dias – períodos de repouso prolongados podem acarretar aderências e atrofia muscular e são prejudiciais.

📌Aplicação de gelo para diminuir a inflamação, normalmente 20 minutos 3 vezes ao dia. Gosto muito de depois do gelo, secar a articulação e passar um gel anti-inflamatório, tipo gel de arnica ou a base de diclofenaco.

📌Normalmente associamos medicamentos anti-inflamatórios e relaxantes musculares por períodos de 3 a 7 dias.

📌Acupuntura pode ser muito útil para alivio do quadro doloroso e ganho de mobilidade articular

📌Fisioterapia normalmente envolve 3 fases: a primeira é para analgesia (ultrassom, tens, massagem relaxante), a segunda fase envolve os alongamentos para ganho de movimento da articulação que normalmente fica enrijecida pelas tendinites, e a terceira fase, visa o ganho de força e estabilização articular, evitando dessa forma a volta dos sintomas de tendinite pela fraqueza do tendão. Toda reabilitação de uma tendinite obrigatoriamente deve terminar com exercícios de força muscular.

📣Chás para tratar a tendinite

Chás são uma excelente pedida. Para o caso específico da tendinite, eles podem ser feitos com plantas que têm ação anti-inflamatória. Alguns que podem ser muito úteis para reduzir a inflamação, inchaço e dor nos tendões são:

Chá de gengibre e limão devido à sua ação anti-inflamatória que vai ajudar a reduzir o inchaço dos tendões, ajudando a tratar a tendinite.

Ingredientes
• 1 litro de água;
• 1 limão;
• 5 cm de gengibre descascado.

Modo de preparo
Colocar em uma panela a água e o gengibre e deixar ferver por, aproximadamente, 10 minutos. Apagar o fogo, acrescentar o suco de limão e deixar amornar. Coar, adoçar com o mel e beber uma xícara 3 vezes ao dia.
Outra opção é o chá de arnica, para fazer compressa local ou banho de imersão, pois esta planta medicinal tem forte ação anti-inflamatória, que reduz o inchaço do músculo, aliviando a dor.

Ingredientes
• 2 colheres (de chá) das flores de arnica;
• 500 ml de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e depois de fervida, adicionar as flores de arnica. Deixar repousar por 10 minutos, coar, mergulhar a compressa e aplicar ainda morna sobre a região afetada.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Quais são os Sintomas de Tendinite? Parte 02 de 04

📣Os sintomas mais comuns são:
⠀⠀⠀⠀
📌Presença de dor no local, que pode irradiar para toda musculatura ao redor, que acaba formando nódulos que nada mais são que contraturas para proteger contra a movimentação, fadiga da musculatura e sensação de peso.
⠀⠀⠀⠀
📌Dor que piora com o movimento e pode acarretar diminuição da força e, em casos de longa duração, causar atrofia da musculatura.
⠀⠀⠀⠀
📌Em muitos casos notamos inchaço local e presença de calor e/ou vermelhidão.
⠀⠀⠀⠀
📌A maioria dos casos de tendinite se resolve em alguns dias com o repouso da área afetada em torno de 3 a 7 dias e uso de algum anti-inflamatório associado com um analgésico e relaxante muscular, boa opção é a associação de diclofenaco + carisoprodol +paracetamol + cafeína (ex: tandrilax, torsilax, beserol, mioflex A,…), porem se os sintomas persistirem o ideal é procurar um médico ortopedista.
⠀⠀⠀⠀
📣Diagnóstico de Tendinite
⠀⠀⠀⠀
📌A tendinite é geralmente diagnosticada por meio da história clinica e pelo exame físico do paciente.
⠀⠀⠀⠀
📌Normalmente procuramos por sinais de dor e sensibilidade. Existem testes físicos específicos para cada tipo de tendão.
⠀⠀⠀⠀
📌Pode ser que seja necessário algum exame de imagem para certificar-se do diagnóstico, avaliar o grau de inflamação e, também, para eliminar outras possíveis causas de dor. Os exames mais indicados são ultrassonografia e ressonância magnética.
⠀⠀⠀⠀

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

O que é Tendinite – Parte 01 de 04

Tudo que apresenta a terminação ite em medicina, normalmente indica uma inflamação, por exemplo gastrite, inflamação do estomago, otite, inflamação do ouvido, então tendinite é a inflamação do tendão, a estrutura que une o músculo ao osso. O tendão não é tão forte quanto o osso e nem tão elástico quanto o músculo, portanto, no caso de sobrecarga, é a estrutura que, geralmente, mais sofre.

A inflamação se apresenta pela presença de dor e inchaço do tendão e pode acontecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum no ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo.

Quais são as principais causas?

📌A falta de alongamento do músculo acaba sobrecarregando o tendão.

📌 Posturas inadequadas, por exemplo a pessoa com os ombros pra frente diminuem o espaço destinado ao deslizamento dos tendões que movimentam o ombro, causando atrito e lesão dos mesmos.

📌Movimentos repetitivos, principalmente no uso de computadores, “tablets” ou celulares, acarretam a fadiga dos tendões, quando esforçamos demais sem um repouso adequado, podem aparecer os casos de tendinite.

📌Com o passar dos anos a circulação sanguínea para o tendão fica deficiente, então a Idade do paciente é um fator de risco.

📌Estresse ocasiona contraturas musculares e fadiga prejudicando os tendões.

📌Atividades esportivas em excesso ou com técnica e material inadequados.

📌Doenças autoimunes como lúpus, artrite reumatoide, onde as células de defesa do nosso corpo reconhecem os tendões como inimigos por engano e começam a atacá-los.

A tendinite pode ser aguda, com menos de 30 dias ou, se não cuidarmos, pode se tornar um problema crônico, que normalmente é de mais difícil tratamento.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

O que fazer em caso de dores no joelho? Parte 03 de 03

1. Em primeiro lugar, passar por um bom Ortopedista para que ele possa fazer o diagnóstico adequado do seu problema. Porém esse especialista precisa entender de tratamentos conservadores (ou seja, evitar a cirurgia logo no início do tratamento) e de reabilitação muscular. Então ele deve após te explicar o problema, traçar um planejamento de tratamento com todas as opções para o seu caso.

2. Se estiver acima do peso, emagreça. Quanto mais pesado estiver, maior será a pressão sobre os joelhos a cada passo, e mais eles serão suscetíveis à dor durante uma caminhada ou a subida de uma escada.

3. Preste atenção nas atividades que agravam a dor e tente evitar aquelas que não são essenciais, passar muito tempo sentado em um só lugar ou ficar agachado por muito tempo podem aumentar consideravelmente a dor.

4. Se a dor for persistente, tome um analgésico que não necessite de prescrição, como o paracetamol ou um AINE (anti-inflamatório não esteroide), como o ibuprofeno ou o diclofenaco, porem sempre por curto período de tempo, não devendo passar de 5 a 7 dias, mas o ideal mesmo é que todo medicamento seja prescrito e acompanhado pelo seu médico.

5. Uma das medidas mais uteis, será a reabilitação muscular e articular adequada, normalmente começamos com a fisioterapia. Essa reabilitação normalmente deve envolver 3 fases, a primeira com medidas para diminuir a inflamação da articulação, a segunda fase precisamos ganhar mobilidade, alongamento e estabilização da articulação do joelho, e a terceira fase, que é de fundamental importância, que é o ganho de força e resistência muscular de preferência acompanhado por um educador físico. Se o paciente não consegue chegar na terceira fase quase que inevitavelmente ele volta a sentir dores e todas as limitações no joelho, principalmente causados por uma instabilidade da articulação.

Depois de terminada a fase de reabilitação articular e muscular, o paciente não pode esquecer de usar os medicamentos prescritos para regenerar a cartilagem e de fazer os exercícios recomendados em casa e deve continuar a fazê-los até uma próxima reavaliação médica, para que seus benefícios não se percam.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Medicações protetoras das cartilagens – Parte 02 de 03

Atualmente, já estão disponíveis no mercado inúmeras substâncias que se propõem a diminuir a inflamação e as dores nos joelhos através da melhor nutrição da cartilagem, sendo chamadas de condroprotetoras.

Dentre essas substâncias de uso oral temos o Sulfato de Glicosamina e o Sulfato de Condroitina, os Peptideos de colágeno, o colágeno não hidrolisado chamado UCII e o extrato insaponificado do abacate. Temos que lembrar que o uso dessas substancias provocam uma diminuição da dor e melhora do movimento a longo prazo, ou seja após o 3º mês de uso.

Uma das intervenções mais preconizadas atualmente incluem injeções de ácido hialurônico no joelho. Elas podem reduzir a inflamação dolorosa, melhorar o grau de mobilidade e com isso melhorar a capacidade de realizar atividades diárias, exercícios físicos e com isso melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Uma das alternativas de tratamento que se espera muito é o PRP (Plasma Rico em Plaquetas), que faz parte do conceito da terapia biológica e foi desenvolvido pela ideia de se injetar nas lesões dos pacientes uma concentração de fatores de reparação tecidual do seu próprio sangue extraídos das plaquetas (possuem os fatores de regeneração tecidual, fatores de cicatrização e de crescimento celular). O PRP há mais de 10 anos vem sendo usado em centros ortopédicos de excelência europeus e americanos, apesar de ser considerado experimental pelo CFM, se tornou popular no Brasil nos últimos 5 anos.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Cirurgia de joelho nem sempre é a melhor solução – Parte 01 de 03

Antes de qualquer procedimento cirúrgico nos joelhos, precisamos pensar e tentar opções mais simples, como perda de peso, medicamentos regeneradores da cartilagem, infiltrações com ácido hialurônico e medicações anti-inflamatórias, além de reabilitação através da fisioterapia seguida por reforço muscular em academia (quando possível).

Para quem não me conhece sou Dr Thanguy, médico Ortopedista, com mais de 20 anos de atuação na área ortopédica.

Muitos dos procedimentos pelos quais as pessoas passam para combater a dor crônica do joelho, na esperança de evitar a cirurgia, têm pouca ou nenhuma evidência de eficácia.

Em um trabalho que revisou sistematicamente 12 testes bem elaborados e 13 estudos observacionais, concluiu que a cirurgia artroscópica para artrite degenerativa do joelho e do menisco não resultou no alívio da dor crônica nem na melhora das funções. Três meses após o procedimento, menos de 15% dos pacientes sentiram, na melhor das hipóteses, “uma pequena melhora na dor e na movimentação”, efeitos que desapareceram completamente no espaço de um ano.

Como acontece com todos os procedimentos invasivos, a cirurgia não está isenta de riscos. Além disso, o estudo acrescentou: “A maioria dos pacientes experimentará uma boa melhora na dor e no funcionamento sem a artroscopia”.

A cirurgia artroscópica é importante em muitos casos, mas não tem indicação para todos os casos de dores no joelho. A cirurgia artroscópica pode às vezes ser útil, por exemplo para pessoas com lesões traumáticas dos ligamentos e atletas com lesões esportivas.

Esse mesmo estudo observou que aproximadamente 25% das pessoas com mais de 50 anos apresentam dor no joelho causada por algum desgaste, número que aumenta com a idade.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut

Entenda o que é Artrose e como tratar

Você por acaso já foi a uma consulta com um ortopedista e saiu de lá ainda mais confuso, devido às palavras usadas pelo médico?

Pois saiba que isso acontece bastante e não é só com você.

As expressões da área médica nem sempre são comuns para os leigos. Assim pra te ajudar a conhecer alguns termos que envolvem as doenças do nosso esqueleto como artrite, artrose, tendinite, bursite e osteoporose, fiz uma série de vídeos explicando de forma simples cada um desses termos.

Artrose, “artros” quer dizer articulação e “ose” desgaste, então o termo artrose significa um desgaste da cartilagem que protege a superfície óssea dentro das articulações.

Na artrose temos um desgaste da cartilagem, e é ela quem produz o líquido sinovial, esse é o nome do líquido que existe dentro de cada articulação, a pessoa acaba tendo o maior atrito pelo contato do osso com outro osso, levando a inflamação, dor, perda de movimento e um ranger como se tivesse areia dentro da articulação.

Nós começamos a ter um desgaste das articulações a partir dos 30 anos de idade, porém começamos a perceber os sintomas e sinais dessa doença a partir dos 40 aos 50 anos, sendo mais frequente em mulheres, pessoas obesas e pessoas sedentárias, além daquelas que tem uma herança genética associada.

Então quando você for no médico e ele te disser que você tem artrose, saiba que esse é um termo muito genérico que indica que você tem um desgaste da articulação, sendo normal nas pessoas acima de 40 anos, assim como os cabelos brancos e as rugas.

Porém uma coisa muito importante é que o seu médico precisa classificar o grau da sua artrose, se leve a maioria das vezes o tratamento envolve o uso de analgesicos e antinflamatorios, perda de peso, ganho de massa muscular ( O que diminui a carga nas articulações) através da fisioterapia e exercícios físicos e também o uso de medicações regeneradoras da cartilagem como a condroitina e glicosamina, os peptídeos de colágeno e o extrato do abacate.
Nos casos intermediários de artrose o tratamento pode ser feito através de infiltrações com ácido hialurônico ou com plasma rico em plaquetas.

Porém nos casos mais acentuados pode ser necessário o tratamento cirúrgico envolvendo nos casos mais severos a troca da articulação por uma prótese, chamadas artroplastias.

AGENDE SUA CONSULTA FALE COMIGO

Siga minhas Redes Sociais:
https://www.instagram.com/drthanguy/
https://www.facebook.com/DrThanguyFrico/

Dr. Thanguy Friço
⚕ Ortopedista e Cirurgião Coluna
🎯Professor UVV Pós Graduação
🔮 Programa Lifestyle
Tel 995000303 ou 30727421
📞Agendamento de Consulta no link: bit.ly/2A9PFut